fbpx

Rei do Rio (1985)

Filme de Fábio Barreto. A história gira em torno de Nico e Tucão, amigos desde a infância vivida no subúrbio, trabalham no jogo do bicho para Mestre Cacareco. Sonham com uma vida melhor e se associam para fazer frente ao grande banqueiro e ocupar seu lugar. Com o próprio dinheiro de Cacareco, Tucão e Nico acertam uma aposta, montam seu negócio e conseguem vencer o grande banqueiro. Estamos em 1964. Um golpe militar derruba o governo João Goulart. A vida melhora para os dois quando Cacareco é eliminado. Já casados e com filhos – Márcio e Thaís – as mulheres também amigas, a amizade deles começa a ser abalada quando se inicia a disputa pelo poder. Os dois trabalham e se arriscam igualmente, mas Tucão usufrui do poder com maiores regalias. Ganha a diretoria da escola de samba, sai nos jornais ao lado de empresários e políticos e tem mais pontos de bicho espalhados na cidade. Marília, amante desde sempre de Tucão, é uma cantora que começou em teatro de revista e, no momento, canta os sucessos do rádio e da TV nos melhores palcos da cidade. Mulher influente, amiga dos políticos e delegados, faz tudo para ampliar os contatos de Tucão. Ela quer levá-lo ao tráfico de drogas. Tucão se recusa, pois quer proteger o nome e a honra de sua bem constituída família. O grupo de Marília consegue, então, a prisão de Nico e Tucão para intimidá-los. Tucão sai da prisão simulando que vai aceitar o tráfico de drogas. Deixa Nico na cadeia entregue à sua própria sorte e engana Marília: “Jogo e droga não se casam”. Com a declaração de guerra, rompe-se definitivamente a relação de amizade entre eles. Os filhos de Tucão e Nico – Thaís e Márcio – são afetados: Tucão persegue e proíbe o amor dos dois. Márcio toma a frente dos negócios do pai e logo evidencia também sua sede de poder.

Elenco

Nuno Leal Maia (Tucão)
Nelson Xavier (Nico Sabonete)
Gonçalves, Milton (Mestre Cacareco)
Grizalez, Amparo (Marília)
Beltrão, Andréa (Thaís)
Callado, Tessy (Tereza)
Muhlemberg, Arthur (Márcio)
Pitanga, Antonio (Geraldão)
Tornado, Tony (Kidoka)
São Thiago, Flávio (Farias)
Tonico Pereira (Delegado Paixão)
Barreto, Márcia (Célia)
Gama, Afrânio
Walmor, Carlos
Pino, Carlos Del
Gomes, Cláudia
Dias, Delanyr
Gonçalves, Eraci
Guerra, Helio
São Francisco, Hermany
José Marinho
Fino, Jorge
Lopes, Jurandyr
Paura, Jorge
Paraty, Julio
Pestana, Liliane
Bezerra, Moacyr
Mutti, Manfredo
Miguelão
Aklander, Mauri
Couto, Newton
Callado, Paulo
Veloso, Paulo Henrique
Neves, Paulo
Correa, Peixoto
Bem, Ruben de
Rocha, Regina
Clementino, Ricardo
Lagoeiro, Raimundo
Bezerra, Sergio
Regina, Silvia
Maia, Sergio
Texas, Tony
Zambito, Victor

Participação especial:

Guilherme Karan
Solviatti, Sandro
Gregório, Carlos
Luiz, Luthero
Cavalcante, Emanoel
Reston, Telma
Macedo, Zezé
Wilson, Carlos

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Rei do Rio (1985) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Fábio Barreto
Diretor assistente: Bruno Wainer; Precioso, Juarez
Continuidade: Erthal, Rita
Coreografia: Barcelos, Ciro
Argumento: Duran, Jorge
Roteiro: Duran, Jorge
Co-roteirista: José Joffily
Estória Inspirada história original de
Produção: Barreto, Lucy; Barreto, Luiz Carlos
Direção de produção: Caetano, Rossy; Bittencourt, Rene
Produção executiva: Salete, Maria da
Equipe de produção: Callado, Paulo; Castro, Marcio de; Carneiro, Pedro Cesar; Almeida, Marco Antonio; Rodrigues, Geraldo; Precioso, Jussara; Barreto, Marilúcia; Barbosa Sobrinho, Sidney
Direção de fotografia: José Tadeu Ribeiro
Câmera: José Tadeu Ribeiro
Assistência de câmera: Cezar Elias, Cezar Morais e Paulo Jacinto
Fotografia de cena: Fonseca, Alexandre
Trucagens: Mendes, João
Fotografia adicional: Salles, Murilo
Eletricista: Ribeiro, Carlos Alberto de Souza; Silva, Paulo Cezar Brum da; Castro, Carlos Roberto de; Castro, Cardoso de
Maquinista: Vital, Nilo Sergio
Direção de som: Alencar, Heron
Técnico de som: Farias, Cláudio; Santos, Enock
Som direto: Alencar, Heron
Assistente de som: Compasso, Aloysio
Montagem: Higino, Raimundo
Assistente de montagem: Adão, Francisco; Gomes, Carlos
Montagem de som: Fontoura, Denise; Santos, Pery
Direção de arte: Medeiros, Anízio
Figurinos: Amarante, Tetê
Cenografia: Nanni, Pedro
Créditos: Pimenta, Fernando
Assistencia de cenografia: Gogoya
Cabelereiro: Borges, Tito
Maquiagem: Pacheco, Antonio
Assistência de figurino: Patrícia
Arranjos musicais: Pereira, Marcio
Direção musical: Saraceni, Sérgio
Comercialização: Cinema Brasil Rio Ltda.
Transporte: Silva, José Luiz da; Miguel, Benedito; Alves, Edvaldo; Seixas, Marco Antonio; Araujo, Florentino; Campos, Carlos Luiz; Soares, Ubirajara; Bill; Aristeu
Música original: Eduardo Dussek e Luiz Carlos Góes
Companhias produtoras: Produções Cinematográfica L.C. Barreto Ltda.; Embrafilme – Empresa Brasileira de Filmes S.A.
Companhia(s) distribuidora(s): Embrafilme – Empresa Brasileira de Filmes S.A.

Dados adicionais de música
Título da música: Revolução;
Música de: Eduardo Dussek e Luiz Carlos Góes
Intérprete(s): Grizalles, Amparo;

Título da música: Taw-Taw;
Música de: Eduardo Dussek e Luiz Carlos Góes
Intérprete(s): Grizalles, Amparo;

Título da música: Consumidora;
Música de: Eduardo Dussek e Luiz Carlos Góes
Intérprete(s): Grizalles, Amparo;

Regente Maestro: Pereira, Marcio

Instrumentista: Cezar, Júlio – teclados; Assumpção, Zeca – contra baixo; Silva, Robertinho – bateria; Bolão, Oscar e Cazes, Beto – percussão; Carlos, Zé – guitarra; Cazes, Henrique – cavaco e Dazinho – sax e flauta

Título da música: Bom dia doutor;
Música de: Soares, Geraldo; Mota, Carvalho da e Silva, Moreira da;

Título da música: Bigorrilho;
Música de: Taquito; Gomes, Sebastião e Gentil, Romeu;
Intérprete(s): Veiga, Jorge;

Título da música: Pirata da perna de pau;
Música de: Barros, João de e Ribeiro, Alberto;

Título da música: Maior é Deus;
Música de: Martins, Felisberto e Martins, Fernando;

Título da música: Vida de peixe;
Música de: Veloso, Arlindo; Santos, Nelson e Silva, Orlando da;
Intérprete(s): Veiga, Jorge;

Título da música: Fascinação;
Música de: Marchetti, F. D.;
Intérprete(s): Pourcel, Frank;

Título da música: Meu nome é ninguém;
Música de: Barbosa, Haroldo e Reis, Luis;
Intérprete(s): Maria, Angela e Timóteo, Agnaldo;

Título da música: Papai me empresta o carro;
Música de: Lee, Rita e Carvalho, Roberto;

Título da música: Aniversário;
Música de: Milanes, Pablo;

Título da música: Baby;
Música de: Veloso, Caetano;

Título da música: Medo de amar;
Música de: Costa, Suely e Lemos, Tite;
Intérprete(s): Peixoto, Cauby;

Título da música: Soy loco por ti America;
Música de: Veloso, Caetano;

Título da música: Preciso aprender a ser só;
Música de: Marcos e Valle, Paulo Sérgio;

Título da música: Playboy;
Música de: Barreto, Ricardo;

Título da música: By by love
Música de: Chacal e Trigo, Marcio
Intérprete(s): Beltrão, Andréia

Prêmios

Melhor diretor para Barreto, Fábio; Melhor fotografia para Ribeiro, José Tadeu; Melhor música original para Saraceni, Sérgio C. e Melhor cenografia para Nani, Pedro no Festival Nacional de Cinema de Caxambu, 2, 1985, MG..
Prêmio Especial do Júri do Rio Cine Federal.
Melhor Ator Coadjuvante para Gonçalves, Milton; Troféu Sol de Prata; Melhor direção para Barreto, Fábio; Melhor Montagem para Higino, Raimundo no Festival de Fortaleza do Cinema Brasileiro, 1, 1985, CE.

Bibliografia

Fontes utilizadas:

CB/Transcrição de letreiros-Cat
CB/Ficha Filmográfica
CB/Documentação Diversa, D 545 – convite de pré-estréia e press-release
CB/FIBRA
Concine/85*
Embrafilme/Lista 85
Embrafilme/Lista 86
Rio-Cine/1
Jornal da Tela, n. 20, dezembro de 1985, p. 7
O Globo, 28.09.1985, Caderno 2, p. 9
Jornal do Brasil, 20.08.1985, CB, p. 3
ALSN/DFB-LM

Livros:

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Rei do Rio. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/rei-do-rio/

Observações:

Jornal do Brasil, CB, p. 3 aponta que a pré-estréia foi programada no Rio de Janeiro para o dia 23.08.1985 no cine Madureira.
Os letreiros especificam para música original: arranjos e direção musical de ; regência de base de e os instrumentistas. Os Estúdios Transamérica do Rio de Janeiro provavelmente são estúdios de som, porém, os letreiros do filme não especificam. Música adiciona: escolha de repertório de .
CB/Ficha Filmográfica aponta que o projeto do filme é de 1981, com direção de e roteiro de , , e .

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

3 comentários sobre “Rei do Rio (1985)

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.