fbpx

Reidy, A Construção da Utopia (2009)

Trailer

Sinopse

Nascido em Paris e radicado no Rio, o urbanista Affonso Eduardo Reidy é um dos pioneiros da arquitetura moderna. Em projetos notáveis, como o Conjunto Habitacional do Pedregulho, com o qual ganhou a Bienal de 1953, e o Museu de Arte Moderna, Reidy apresenta apuro arquitetônico e elege o homem como o centro de suas atenções.

O filme Reidy, a construção da utopia aborda a sua trajetória desde os anos 30 até a construção do Aterro e Parque do Flamengo, em que retoma a cidade como tema central de sua arquitetura. Textos do próprio arquiteto nos contam suas alegrias, decepções e vitórias, além da iluminada contribuição para o Rio de Janeiro nos tempos modernos.

Sua obra é debatida nas entrevistas exclusivas do urbanista Lucio Costa, para quem Reidy era o mais elegante e civilizado de sua geração, da engenheira Carmen Portinho, parceira no Pedregulho e no MAM, do arquiteto Paulo Mendes da Rocha que o relaciona ao urbanismo contemporâneo, e do francês Roland Castro que apresenta um contraponto entre Paris e o Rio.

Com uma arquitetura generosa e alegre, de significação pública, social e estética, que proporciona bem estar e contato com a natureza, Reidy faz parte do cotidiano dos brasileiros. O filme resgata do anonimato um arquiteto popular, como atesta o sucesso do Parque do Flamengo, espaço amplamente utilizado e marco da cidade.

A atualidade de sua obra permite abordar, entre outros temas, o problema da habitação com o crescimento das favelas, o apartheid urbano na divisão entre bairros ricos e pobres, a função social da arquitetura e a capacidade de ação da utopia em transformar o que se pensa e deseja em realidade concreta e construída.

No momento em que a crescente importância das cidades no desenvolvimento dos países valoriza mundialmente o urbanismo, o trabalho de Reidy nos revela o quanto a arquitetura é decisiva para a vida dos habitantes das cidades.

Ao construir a paisagem urbana do Rio, Reidy promove a sua transformação em cidade moderna. Seu trabalho nos revela como a arquitetura é decisiva para a vida dos habitantes das cidades.

O filme traz entrevistas exclusivas com o urbanista Lucio Costa, a engenheira Carmen Portinho, o arquiteto francês Roland Castro e o brasileiro Paulo Mendes da Rocha (Pritzkerprize 2006).

Elenco

Lucio Costa
Carmen Portinho
Roland Castro
Paulo Mendes da Rocha

Ficha Técnica

Roteiro e direção: Ana Maria Magalhães
Produtora: Nova Era Produções de Arte Ltda.
Edição de som: Beto Ferraz
Música original: Luiz Cláudio Ramos
Canção original: “Adormece em Mim” de Luiz Claudio Ramos e Edu Krieger
Direção de arte: Carlos Liuzzi
Edição e Produção de Finalização: Marcelo Pedrazzi
Fotografia: Dib Lutfi
Locução: Marcelo Escorel
Locações: Rio de Janeiro, São Paulo, Paris.

Prêmios

:: Melhor Longa-metragem Documentário no Festival do Rio 2009.
:: Prêmio Pólis no Cine’Eco 2010, em Seia , Portugal.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.