fbpx

Roberto Acácio (1917-1994)

Biografia

Roberto Acácio nasceu em 1917 na cidade do Porto (Portugal), com o nome de Acácio Domingues Pereira, mas foi criado no Rio de Janeiro (Brasil).

Fez sua estréia no cinema com o filme de Pureza (1940), dirigido por Chianca Garcia e onde participou como ator. Ele apareceu em O Dia e Nosso (1941), de Milton Rodrigues, e passou um tempo longe do cinema há alguns anos. Depois de alguns papéis em filmes como Inconfidência Mineira (1948) e Caminhos do Sul (1949), fundou a empresa Film Artistas Associados e estreou como produtor Quando a Noite Acaba (ou Perdida pela Paixão), dirigido pelo cineasta Fernando de Barros , no qual também participou como ator.

Durante a década de 1950 produziu vários filmes, principalmente de diretores de Watson Macedo e Carlos Hugo Christensen, e teve um papel em um deles, Carnaval em Marte (1955). Após 15 anos de ausência, voltou a produzir o drama romântico escrito e dirigido por Pedro Camargo, Primeiro Os Momentos (1973), e três anos mais tarde Carioca Tigre, que seria seu último trabalho. Ele morreu alguns anos mais tarde, em 1994.

Roberto Acácio produziu em 1949-1950: em 1950 Quando a Noite Acaba (ou Perdida pela Paixão), em 1953 – É fogo na roupa, 1954 – O petróleo é nosso;  Mãos sangrentas. Em 1955 – Carnaval em Marte; Leonora dos sete mares. E 1956 – Rio Fantasia, 1958  Mulher de Fogo (co-produção estrangeira). Na década de 70, produziu em 1973 – Os primeiros momentos e em 1976 – A Fera carioca (co-produção estrangeira).

Filmografia

:: Filmografia como Ator ::

1950 :: Quando a Noite Acaba (ou Perdida pela Paixão)

:: Filmografia como Produtor ::

1950 :: Quando a Noite Acaba (ou Perdida pela Paixão)

Bibliografia

Livros:

RAMOS, Fernão, MIRANDA, Luís Felipe. Enciclopédia do Cinema Brasileiro. São Paulo: SENAC, 2000.

Internet:

http://es.wikipedia.org/wiki/Roberto_Acácio – Wikipedia – EUA

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.