fbpx

Rodrigo Otávio Arantes (-)

Biografia

Rodrigo Otávio Arantes é fotógrafo pioneiro do cinema de Minas Gerais. Trabalha com produção e atores juntamente com os irmãos João e Pedro Piacenza, quando conhece o argentino Manoel Talon, recém-chegado de seu país, que os anima a produzir um filme, Entre as Montanhas de Minas, em 1926. É sua estreia no cinema como fotógrafo. Segundo Paulo Augusto Gomes relata em seu livro Pioneiros do Cinema de Minas Gerais (…) Em 1926, o argentino Manoel Talon dirigiu Entre as Montanhas de Minas, fotografado por Rodrigo Otávio Arantes que, no entanto, não conseguia realizar a contento um difícil plano em movimento com a câmera colocada sobre a capota de um carro, que mostrava o herói, vivido pelo próprio Talon, em desabalada carreira pilotando uma motocicleta, buscando apanhar um trem em movimento. Chamado a colaborar, Bonfioli conseguiu filmar a ação conforme prevista no roteiro. Essa cena foi rodada no então deserto bairro da Gameleira (…)”. Para José Silva, fotografa outro longa Perante Deus, em 1930, quando encerra sua curta carreira no cinema, não se tendo notícias de suas atividades posteriores, embora tenha registrado sua marca na história do cinema de Minas e do Brasil. Morre em Belo Horizonte, MG, por volta de 1977.

Filmografia

1926 :: Entre as Montanhas de Minas;
1927 :: Boêmios (CM);
1930 :: Perante Deus.

Bibliografia

Livros:

GOMES, Paulo Augusto. Pioneiros do Cinema de Minas Gerais. : , .

. .

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.