fbpx

Rogério Falabella

Biografia

Rogério Falabella é um ator, publicitário, escritor e diretor de teatro brasileiro nascido em Minas Gerais em 1936. É pai das atrizes Débora Falabella e Cynthia Falabella.

Iniciou sua carreira artística em 1954 no teatro, em núcleos de igrejas. Em Belo Horizonte, atuou nas peças Deu o Freud Contra, Terra Queimada, A Farsa do Advogado Pathelin, Sonhos de Theodoro. Tornou-se também autor de prestígio, em peças como Perigo, Mineiros em Férias, Amigas, Amigas, Homens à Parte, Depois Daquele Baile, que depois virou filme, etc.

Ficou por dez anos (de 1957 a 1967) na TV Itacolomi, inicialmente para participar do elenco dos teleteatros, mas logo começa a escrever alguns textos também. Além de um teleteatro por semana, fazia um grande a cada mês ou quinzena, sempre ao vivo, interpretando textos dos maiores autores do mundo como William Shakespeare, Nelson Rodrigues, Eugene O’Neill, Arthur Miller, Tennessee Williams, Molière e outros.

Embora esteja sempre ligado às artes, é como publicitário que consolida sua carreira. Rogério é do tempo em que os comerciais eram produzidos em película de cinema 35mm ou 16mm.

Já veterano, em 2003, foi convidado para atuar na novela Mulheres Apaixonadas, como Alfredo e não para mais, seguindo-se Cabocla (2004), como Dr. Teles; Sinhá Moça (2006), como Nogueira; O Profeta (2007), como Diógenes; e na minissérie Maysa – Quando Fala o Coração (2009).

Casado com a cantora lírica Maria Olímpia, com quem tem duas filhas, Débora Falabella e Cynthia Falabella, também atrizes.

Filmografia

2006 :: Batismo de Sangue
2001 :: Françoise (CM)
1986 :: A Dança dos Bonecos

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Rogério Falabella. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/rogerio-falabella/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.