fbpx

Sadil Breda

Biografia

Sadil Pedro Breda, em arte mais conhecido como Sadil Breda, é um diretor de fotografia brasileiro nascido em Rondinha (RS), em 06 de julho de 1955. É formado em Ciências Sociais pela Unisinos-RS.

Ainda criança, entre 1964 e 1970, acompanha o pai em projeções itinerantes pelo Rio Grande do Sul. A partir de 1979, trabalhou como cinegrafista e iluminador da RBS-TV e, em 1984, estreou como diretor de fotografia no longa realizado em vídeo Overdose-Beijo Ardente, direção de Flávia Moraes e Hélio Alvarez. Seus próximos filmes foram produzidos na bitola 16mm, como Velinhas (1998), direção de Gustavo Spolidoro, feito em plano sequência, Disparos (2000), direção de Tarcísio Puiatti, etc.

Em 2002, fotografou seu primeiro filme em 35mm, o curta Vaga-Lume, de Gilson Vargas.

Filmografia

1984-Overdose-Beijo Ardente (cofot..Jorge Boca e Marcos Vilanova)
1993-Desejo (CM) (cofot. Alceu Silveira)
1998-Velinhas (CM)
1999-Fome (CM); Até (MM)
2000-Disparos (CM)
2002-Vaga-lume (CM)
2005-O Cárcere e a Rua
2009-Universos Paralelos (cofot. Wagner da Rosa e Hedson Herdmann).

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antônio Leão da. Dicionário de Fotógrafos do Cinema Brasileiro. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2011.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.