fbpx

Sangro (2019)

Sinopse

Inspirado em uma história real, Sangro é a confissão intima de uma pessoa que vive com HIV. Turbilhão de sentimentos. As primeiras sensações. Um filme em animação, com voz em off de Caio Deroci, que busca desmistificar questões que sobrevivem até hoje no imaginário social em relação ao vírus.

Em 2019, o curta-metragem Sangro, dirigido por Tiago Minamisawa, Bruno H Castro e Guto BR, foi selecionado para compôr a programação de diversos festivais, entre eles o Primeiro Plano 2019 – Festival de Cinema de Juiz de Fora e Mercocidades, Festival do Rio 2019.

Elenco

Caio Deroci

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Sangro (2019) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Tiago Minamisawa, Bruno H. Castro e Guto BR
Roteiro: Tiago Minamisawa, Bruno H. Castro
Produção Executiva: Tiago Minamisawa e Bruno H. Castro
Direção de Produção: Tiago Minamisawa
Direção de Fotografia: Fernando Fernandes
Concepção Sonora: Ultrassom Music Ideas
Direção de Arte: Guto BR
Montagem: Tiago Minamisawa e Guto BR
Trilha Musical: Rubens Feffer e Gustavo Kurlat

Brasil | Campinas | SP, Digital, Cor, 2019, 7 min.

Bibliografia

Livros:

Internet:

FESTIVAL DO RIO 2019. Sangro. Disponível no endereço: http://www.festivaldorio.com.br/br/filmes/sangro
HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Sangro. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/sangro/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.