fbpx

Sérgio Santeiro

Biografia

FOTO Sergio SanteiroSérgio Costa de Magalhães Santeiro, em arte mais conhecido como Sérgio Santeiro, é um cineasta, roteirista, poeta, ensaísta e professor universitário brasileiro nascido no Rio de Janeiro (RJ) no dia 20 de dezembro de 1944. É formado em Sociologia e Política pela PUC-RJ em 1967.

Como diretor e roteirista, realizou exclusivamente filmes de curta-metragem, em geral documentários e marcados por um forte sentido de experimentação. Em 1989, quatro de seus curtas (O Guesa, Viagem Pelo Interior Paulista, Ismael Nery e Encontro com Prestes) foram reunidos pela Funarte em videofonograma da série Brasilianas número 10 (VHS/NTSC, 55 min; recentemente relançado em DVD).

Desde 1975, é professor de cinema na Universidade Federal Fluminense (UFF), onde chefiou o Departamento de Cinema e Vídeo (1996-99) e dirigiu o Instituto de Arte e Comunicação Social (1999-2003), quando a partir de 2000 implantou no Instituto os dois canais públicos de televisão de Niterói: a Unitevê, canal universitário, e a Tv-Comunitária. Também lecionou cinema no CUP – Centro Unificado Profissional, de 1975 a 1981; e na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, de 1975 a 1979.

Militante da causa do cinema independente brasileiro, foi um dos fundadores da Associação Brasileira de Documentaristas, tendo integrado suas primeiras diretorias, vindo a ser Presidente da ABD do Rio de Janeiro (1981-83) e posteriormente da ABD Nacional (1997-99). Foi um dos grandes batalhadores pela implantação da Lei do Curta nas décadas de 1970-80, e ainda hoje é um dos maiores defensores da volta da aplicação deste mecanismo.

Foi também ator nos filmes Pequenas Taras (1978), O Segredo da Múmia (1982) e A Terceira Morte de Joaquim Bolívar (1998), em Aporias Conjuminadas, de Vinicius Bandera, em Elvis & Madona, de Marcelo Laffitte e diretor-assistente em Os Herdeiros (1970), de Cacá Diegues.

Atualmente, é curador do Cine ABI, produzido da Associação Brasileira de Imprensa, escreve semanalmente na revista digital Via Política e às quartas no jornal A Tribuna, de Niterói.

Filmografia

2011: Antigamente (ficção, 6 min.)
2009: Preto no Branco (ficção, 3 min.)
2008: Passion à la Vie (ficção, 3 min)
2007: Paratodos (documentário, 10 min)
2004: Samba em Copacabana (documentário, 15 min)
2003: Problema (ficção, 7 min)
1987: Encontro com Prestes (documentário, 12 min)
1984: Isto é Brasil (ficção, 4 min)
1979: Ismael Nery (documentário, 7 min)
1977: Primeiros cantos (documentário, 4 min)
1976: Universidade Fluminense (institucional, 12 min)
1975: Viagem Pelo Interior Paulista (documentário, 15 min)
1973: Humor Amargo (ficção, 7 min)
1972: Klaxon (documentário, 20 min)
1971: Volta Redonda,a Capital Brasileira do Aço (documentário, 10 min)
1971: A Indústria do Solúvel (institucional, 9 min)
1970: Companhia Siderúrgica Nacional (institucional, 25 min)
1969: O Guesa (documentário, 20 min)
1966: Paixão (ficção, 9 min)

Galeria
[galleria]

Bibliografia

Livros:

Internet:

CULTURA DIGITAL. http://culturadigital.br/membros/santeiro/profile/

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/sergio-santeiro/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.