fbpx

Sônia Clara

Sônia Clara Levi, em arte conhecida como Sônia Clara, é uma atriz e ex-bailarina brasileira nascida no Rio de Janeiro (RJ) no dia 02 de junho de 1949.

Durante oito anos foi bailarina do Teatro Municipal do Rio de Janeiro. Em 1965, Oscar Ornstein convidou-a para fazer teatro e ela não aceitou, achando-se despreparada para tal. Logo veio o segundo convite, agora de Adolfo Celi, para atuar na peça Mary, Mary. Leu o texto e aceitou, fazendo sua estreia, ao lado de Leonardo Vilar.

No mesmo ano, fez sua estreia no cinema, no filme Grande Sertão, dos irmãos Santos Pereira, seguindo-se outros como Terra em Transe (1967) e Eu (1986).

Paralelamente ao teatro e cinema, também atuou na televisão, sendo sua estreia em 1966 na novela O Rei dos Ciganos, pela TV Globo. Entre outras, participou de Irmãos Coragem (1970), Selva de Pedra (1972), Coração Alado (1980), Guerra dos Sexos (1983), como a ardilosa Veruska, um de seus melhores momentos, Meu Bem, meu Mal (1991), Perdidos de Amor (1997) e Serras Azuis (1998).

Depois de alguns anos afastada, retornou em América (2005), seguindo-se Prova de Amor (2005) e Cobras & Lagartos (2006).

Filmografia

2003 – Meu Pai (My Father, Rua Alguém 5555) (Brasil/Itália/Hungria)
1990 – Uma Escola Atrapalhada
1986 – Eu
1972 :: Cassy Jones, o Magnífico Sedutor
1972 :: A Viúva Virgem
1972 :: Som, Amor e Curtição
1971 – Viver de Morrer
1969 – Incrível, Fantástico, Extraordinário
1968 – As Três Mulheres de Casanova
1967 – Terra em Transe
1966 :: As Cariocas
1966 :: Corpo Ardente
1966 :: Nudista à Força
1965 – Grande Sertão

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Sônia Clara. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/sonia-clara/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.