fbpx

Stella Freitas

Maristela Andrade Freitas, em arte conhecida como Stella Freitas, é uma atriz brasileira nascida em São Paulo (SP) no dia 18 de maio de 1951.

Começou carreira no teatro, em 1972, nas peças Os Iqs e Victor ou as Crianças no Poder, ambas dirigidas por Celso Nunes. Muito ligada ao teatro, participou de inúmeras peças, com destaque para A Resistência, Lição de Anatomia, Os Órfãos de Jânio e Aurora da Minha Vida. Causa polêmica sua interpretação na peça Pedra, a Tragédia, com linguagem besteirol.

Estreou no cinema em 1977 no filme A Árvore dos Sexos. Entre tantos, atua também em Memórias do Cárcere (1984), Central do Brasil (1998) e, mais recentemente, O Vestido (2003).

Na televisão em 1977, passou a ser conhecida como a Cuca, do Sítio do Pica-Pau Amarelo. Na sua primeira novela, já fez sucesso, como a empregada Dinalda, na novela Sassaricando (1987), pela TV Globo. Depois participou dos humorísticos Chico Anysio Show (1982), Escolinha do Professor Raimundo (1990), Estados Anysios de Chico City (1991) e Zorra Total (1999). Contratada pela TV Record, tem papel de destaque em Luz do Sol (2007) e Chamas da Vida (2008).

Filmografia

2016 :: O Vendedor de Sonhos
2003 – O Vestido
2002 – Como se Morre no Cinema (CM)
1998 – Central do Brasil
1990 – Stelinha
1988 – Romance da Empregada
1987 – Sonho de Valsa; Urubus e Papagaios
1986 – Com Licença, e Vou à Luta
1984 – Memórias do Cárcere
1982 – Das Tripas Coração
1977 – A Árvore dos Sexos
1975 – Anatomia do Espectador (CM)

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Stella Freitas. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/stella-freitas/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.