fbpx

Sylvia Bandeira

Biografia

Silvia de Souza Bandeira Ferreira, em arte conhecida como Sylvia Bandeira, é uma atriz brasileira nascida em Genebra, na Suíça, no dia 15 de fevereiro de 1950.

Os primeiros dezoito anos de sua vida foram vividos em diversos países. Apaixonada por balé, sempre gostou da vida artística. Chegou a cursar três meses da Faculdade de Letras e a ter um bom emprego de secretária em uma empresa multinacional, mas abandonou tudo e se inscreveu no Curso de Teatro do Tablado, em 1979.

Estreou em 1980, na peça Brasil, da Censura a Abertura, ao lado de Marco Nanini, Geraldo Alves e Marília Pera. Entre outras, participou também de Calúnia (1981), Eu Posso (1982) e Numa Nice (1983).

No cinema, fez seu primeiro filme em 1979, República dos Assassinos.

Na televisão, participou do programa 8 ou 800, ao lado de Paulo Gracindo, e logo em seguida de novelas como Um Sonho a Mais (1985), Roda de Fogo (1986), Zazá (1997) e Vila Madalena (1999), pela TV Globo. Contratada pela TV Record, participou do remake Escrava Isaura (2004), Prova de Amor (2006), Vidas Opostas (2007) e Amor e Intrigas (2007).

Em 2008, voltou ao teatro para participar do musical Rádio Nacional – As Ondas que Conquistaram o Brasil, com supervisão de Bibi Ferreira.

Foi casada com o milionário Bob Falkenburg, com quem teve dois filhos, Talita (1972) e Robert (1973); com Jô Soares (de 1980 a 1983) e com o empresário Carlos Eduardo Ferreira, com quem teve seu terceiro filho, Melina (1986).

Publicações

BANDEIRA, Sylvia. Mamãe costura e essa noite vou te ver. Rio de Janeiro: Apicuri, 2013.

Bibliografia

Livros:

BANDEIRA, Sylvia. Mamãe costura e essa noite vou te ver. Rio de Janeiro: Apicuri, 2013.
SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Sylvia Bandeira. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/sylvia-bandeira/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.