fbpx

Terra Estrangeira (1995)

Sinopse

São Paulo, 13 de março de 1990. Paco mora com a mãe, Manoela, uma costureira espanhola que sonha em rever San Sebastian, sua terra natal. Enquanto vai ao teatro fazer um teste, a mãe assiste ao pronunciamento do então presidente Collor, comunicando o confisco da poupança de inúmeros cidadãos brasileiros. Abalada, morre em seguida. Paco, desesperado ao encontrar a mãe morta, vaga pelas ruas de São Paulo. Conhece Igor, que acena com a possibilidade de Paco conhecer San Sebastian trabalhando para ele. Lisboa, 15 de março de 1990. Alex, brasileira, garçonete, cansada do comportamento inconstante de Miguel, seu namorado, decide abandoná-lo. Demite-se do emprego e procura Pedro, um português amigo do casal. Miguel trabalha para Igor, revendendo mercadorias ilegais no exterior. Ao receber um bom dinheiro com a venda de pedras preciosas, ele procura Alex para voltarem ao Brasil. Paco chega a Lisboa para encontrar-se com Miguel e lhe entregar uma encomenda enviada por Igor. Miguel é assassinado e Paco procura outra pessoa que possa recebê-la. Seguindo o rastro de Miguel, Paco conhece Alex. Juntos vão ao lugar onde Miguel costumava fazer as transações. Esperam, mas ninguém chega. Sem condução para voltarem, passam a noite no local e transam. Ao voltar para o hotel, Paco é informado que uma pessoa retirara a mercadoria horas antes e recebe um bilhete que lhe deixaram na portaria marcando um encontro em um restaurante. Lá, dois homens o esperam. Pedem a Paco que entregue as pedras preciosas. Igor chega e o pressiona. Assustado, ele foge e vai atrás de Alex que assume ter retirado a encomenda do hotel. Ela diz haver entregue a um desconhecido o violino dentro do qual estavam as pedras contrabandeadas. Perseguidos por Igor, fogem a caminho de San Sebastian. Param para comer, são surpreendidos por Igor. Ao tentar enganá-lo, Paco é baleado. Alex o coloca no carro, tenta mantê-lo acordado, seguindo a viagem. O homem cego, para quem Alex dera o violino, toca em uma estação. Os transeuntes pisam nas pedras que caem do violino.

Elenco

Fernanda Torres …. Alex
Fernando Alves Pinto …. Paco
Alberto Alexandre …. Maitre Machado
Zeka Laplaine …. Loli
Álvaro Lavín …. Espanhol 2
Carla Lupi …. Agente turismo
Luis Melo …. Igor
Manuel Mendes …. Garçon Machado
Lulu Pavarin …. Cliente Manuela
José António Pires …. Angolano 2
Ângelo Torres …. Angolano 1
João Lagarto …. Pedro
Miguel Hurst …. Angolano 3
Alexandre Borges …. Miguel
Canto e Castro …. Porteiro
António Cara D’Anjo …. Espanhol 1
Laura Cardoso …. Manuela
Filipe Ferrer …. Comprador
João Grosso …. Carlos
Miguel Guilherme …. André
Carlos Santos …. Olívio
Marques, Isilda (Mulher de Olívio)
Oliver, João (Cego Violinista)
Sarrumor, Laert Sarrumor (Barman São Paulo)
Jover, Jaques (Barman São Paulo)
Dias, Carlos (Barman Ritz)
Tina, D. (Dona Restaurante)
Domênico, Di (Vendedor Loja Antiguidades)
Athie, Miguel (Garoto escada)
Pisani, Pérsio (Homem Banheiro)
Lima, Mariana
Goulart, Joaquim
Ribeiro, Cacá
Campos, Ludoval
Arantes, Gisela
Schulb, Sonia
Mário, Geraldo
Simões, Paulo
Fuks, Alberto
Capozzi, Eduardo
Ribeiro, Milah
Rosa, José Paulo

Participação especial:
Tchéky Karyo …. Kraft
Coelho, Beth (Atriz de Teatro)
Gerald Thomas …. Diretor de teatro
Edilson Botelho …. Ator de Teatro

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Terra Estrangeira (1995) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Walter Salles Jr. e Daniela Thomas
Roteiro: Daniela Thomas, Walter Salles Jr., Marcos Bernstein e Millôr Fernandes
Diálogos: Millôr Fernandes
Assistência de direção: Marcos Bernstein
Produção: Flávio R. Tambellini
Co-produção: Dantas, Paulo; Telles, Antonio da Cunha; Mayer, Maria João
Direção de produção: Mayer, Maria João; Coaracy, Afonso
Produção executiva: Flávio R. Tambellini
Assistência de produção: Machado, Wellington; Monteiro, Isabel; Teixeira, Pedro
Coordenação de produção: Fernandes, Maria Carlota
Produção de locação: Ferrer, Rica
Direção de Fotografia: Walter Carvalho
Assistência de câmera: Miranda, Dudu
Fotografia de cena: Pinto, Chico Magalhães; Lins, Adriana Lins
Fotografia adicional: Guerra, José
Chefe eletricista: Soares, Mário
Eletricista: Sales, Marcos; Duarte, Paulo; Ulisses; Malta
Maquinista: Ramalho, Alfredo Ramalho; Casemiro, Manoel
Técnico de som: Ribeiro, Geraldo; Lopes, Carlos Alberto
Ruídos de sala: JLS Facilidades Sonoras
Assistente de som: Gamboa, Zezé
Técnico de gravações: M. Filho, João Batista; Freitas, Roberto de
Técnico de mixagem: M. Filho, João Batista; Freitas, Roberto de
Técnico de dublagem: Cardoso, Wagner Cofferi
Operador de microfone: Duca, Fernando Augusto
Montagem: Walter Salles Jr. e Felipe Lacerda
Montagem de som: José Luiz Sasso
Direção de Arte: Daniela Thomas
Assistência de direção de arte: Cássio Amarante
Figurinos: Cristina Camargo
Guarda-roupa: Alves, Rita Lopes
Montagem de cenário: Romero, Antônio Carlos
Maquiagem: Morais, Gabi Prudente de
Guarda-roupeira: Alves, Rosa Lopes
Adereços: Alves, Rui
Assistência de figurino: Igersheimer, Ellen
Arranjos musicais: José Miguel Wisnik
Música original: José Miguel Wisnik
Produção musical: Tatit, Paulo
Companhia(s) produtora(s): Videofilmes | Animatógrafo
Companhia co-produtora: Movi-Art
Companhia(s) distribuidora(s): Riofilme

Dados adicionais de música
Título da música: Morena;
Música de: Jorge Neto;
Intérprete(s): Livity;

Título da música: Medley terra (disispero);
Música de: Grupo Cola;
Intérprete(s): Os Tubarões;

Título da música: Fran dance (Put your little foot right out);
Música de: Miles Davis;
Intérprete(s): Miles Davis e John Coltrane;

Título da música: Pensa em mim;
Música de: Maio, D.; Ribeiro, J. e Soares, M.;
Intérprete(s): Leandro e Leonardo;

Título da música: Djam brancu DJA;
Música de: Bulimundo;
Intérprete(s): Bulimundo;

Título da música: Sperança (Tchuba);
Música de: Dias, Beto;
Intérprete(s): Lusáfrica;

Título da música: Estranha forma de vida;
Música de: Duarte, Alfredo Rodrigo e Rodrigues, Amalia;
Intérprete(s): João, Maria;

Título da música: Vapor barato
Música de: Macalé, Jards e Salomão, W.
Intérprete(s): Costa, Gal

Instrumentista: Wisnik, José Miguel – Teclados e piano; Morelenbaum, Jacques – Violoncelo Solo e Regência de Cordas; Bessier, Marcelo – Violino solo; Tagliaferri, Fabio – Viola solo; Swami Jr. – Violão; Altman, Ronen – Bandolim; Farias, Cláudio – Trumpete e Proveta – Saxofone

Prêmios

Grande Prêmio do Público no Paris Internacional Film Forum, 1995 – FR.
Prêmio APCA, 1995, SP, de Melhor filme.
Melhor filme no Festival de Cinema Brasileiro de Gramado, 23, 1995, RS.
Margarida de Prata da CNBB, 1996 – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, Rio de Janeiro, RJ.
Grande prêmio do público e Prêmio especial do júri no Festival de Belfort – FR.
Grande prêmio de público no Festival de Bérgamo – IT.
Karibu Award no Cinema Novo Festival – BE.
Câmera de Prata no International Film Camara Festival – MK.
Melhor roteiro no Festival de Providence – US.
Melhor filme ibero-americano no Festival Cinematográfico Internacional do Uruguai – UY.

Bibliografia

Fontes utilizadas:

Fontes consultadas:

CB/Transcrição de letreiros-Cat
ALSN/DFB-LM
Press-release
Folha de S. Paulo, 15.09.1995; 24.11.1995
Catálogo Riofilme
Riofilme/site
Programadora Brasil/5.

Livros:

CARVALHO, Walter. Terra Estrangeira. Rio de Janeiro, Relume Dumará, 1997.
ORICCHIO, Luiz Zanin. Cinema de Novo: um balanço crítico da Retomada. São Paulo: Estação Liberdade, 2003.
THOMAS, Daniela. Terra Estrangeira: roteiro. Rio de Janeiro: Rocco, 1996.

Internet:

ANCINE. Disponível no endereço: http://sad.ancine.gov.br/obrasnaopublicitarias/pesquisarCpbViaPortal/pesquisarCpbViaPortal.seam. Acesso em: 13.11.2017.
CNBB. Disponível no endereço: http://www.cnbb.br/site/imagens/arquivos/files_49b12ee5469cb.pdf. Acesso em: 29.06.2011.
JLS/site, acessado em 22.06.2007

Observações:

Folha de S. Paulo de 15.09.1995 informa que o filme foi premiado em 1995 no Encontro Nacional de Cinema promovido pela Videoteca de Paris. Porém, há dúvidas de se tratar do Paris Film Forum.
O filme fez parte da Seleção Oficial dos seguintes festivais: Festival de San Sebastian, SP; London Film Festival, GB; Sundance Film Festival; Festival de Biarritz; Festival des Trois Continents; Rotterdam International Film Festival.
Os letreiros do filme especificam Coordenação de Produção (Rio): Maria Carlota Fernandes.
Programadora Brasil/5 informa que a obra participa do Programa 19, intitulado Terra estrangeira.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

2 comentários sobre “Terra Estrangeira (1995)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.