fbpx

Um anjo trapalhão (2000)

Sinopse

Às vésperas do Natal, Didi chega na Vila Esperança, um típico vilarejo do interior, onde logo se encontra com o sapateiro Zé e sua filha Tetéia. Impressionado com a tristeza e a falta de fé dos dois, Didi promete a ambos o que parecia impossível: a visita de Papai Noel e a presença de Deus na noite de Natal. A partir de então, Didi conhece os demais moradores da cidade e busca quebrar a desesperança geral com palavras de ânimo e incentivo.

Um Anjo Trapalhão, na verdade, é uma adaptação para os cinemas do especial de Natal protagonizado por Didi e exibido pela Rede Globo em 1996, chamado Visita de Natal.

A decisão em adaptar Um Anjo Trapalhão para as telas de cinema apenas ocorreu após o sucesso nos cinemas brasileiros de O Auto da Compadecida, outra adaptação de um programa da TV brasileira para os cinemas.

Um Anjo Trapalhão é o 41º filme da carreira de Renato Aragão e é ainda o 6º filme produzido pela Globo Filmes. O filme foi lançado em 150 salas de cinema, espalhadas por todo o país.

Elenco

Renato Aragão (Didi Mocó)
Paulo Betti (Zé)
Alessandra Aguiar (Tetéia)
Isadora Ribeiro (Querubina)
Francisco Millani (Prefeito)
Geórgia Gomide
Deborah Secco (Filha do Prefeito)
Eduardo Caldas
Cristina Prochasca
Ilya Sao Paulo
Tonico Pereira (Padre)
Eduardo Martini
Regina Duarte
Francisco Cuoco

Ficha Técnica

Direção: Alexandre Boury e Marcelo Travesso
Roteiro: Doc Comparato
Produção: Jancileide Santana, Mário Tomás, Salen Barbosa e Cícero Carvalho Jr.
Música: Mariozinho Rocha
Fotografia: José Quintino
Desenho de produção: Aluízio Augusto
Figurino: Elizabeth Poletto e José Absulo
Edição: Rosemeire Barros Oliveira
Estúdio: Globo Filmes / RA Produções / Megacolor / Tibet Film / Curt e Alex Associados
Distribuição: Fox Film do Brasil

Bibliografia
Fontes de Referência

Internet:

CINEMATECA BRASILEIRA. http://www.cinemateca.org.br/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Um comentário em “Um anjo trapalhão (2000)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.