fbpx

Um Filme 100% Brazileiro (1985)

FOTO Um Filme 100% BrazileiroUm Filme 100% Brazileiro é um filme de José Sette, com Paulo César Pereio, Odete Lara e grande elenco.

O enredo do filme conta a chegada do poeta francês Blaise Cendrars ao Brasil por entre o insinuante relevo montanhoso que contorna a Baía da Guanabara, a bordo do transatlântico moderno e contemporâneo Bohéme, não é reconstituição da época. É o redescobrimento do Brasil, em ficção-realidade, pelo poeta europeu que desembarca no Rio de Janeiro em pleno carnaval carioca, este recriado para que não se defina em uma época.

Blaise Cendrars, que amou a nossa terra mais do que ninguém, durante o carnaval, no Rio de Janeiro de 1924. Depois escreve um livro contando as três histórias por ele aqui vividas: Febrônio Índio do Brasil; O Lobisomem de Minas; Coronel Bento, que neste filme são retratadas, reescritas, em textos cinematográficos.

Filme premiado no I Rio Cine Festival como Melhor Produção e Melhor Linguagem Cinematográfica; no I Festival de Cinema de Fortaleza com Melhor Cenografia e foi convidado para o Festival de Cinema de Berlim, na Alemanha em 1987. Apesar da boa repercussão provocada pela exibição no Festival de Berlim e da premiação no Rio Cine Festival (que hoje se tornou o Festival do Rio), Um Filme 100% Brasileiro teve precário lançamento, distribuído pela Embrafilme, já em processo de decadência econômica.

Elenco

Paulo César Pereio
Odete Lara
Maria Gladys
Wilson Grey
Savério Roppa
Guaracy Rodrigues
Kimura Schettino
Ana Maria Donnard
Luiza Clotilde

Cida Falabella
Sérgio Lara …. Blaise Cendrars
Jesus Campos Velho
Ronaldo Brandão
Álvaro Apocalipse
Grupo Giramundo
Marlene Silva
Grupo Afoxé

Sandro

Participação especial:
Nunes Pereira

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Um Filme 100% Brazileiro (1985) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: José Sette de Barros
Argumento: José Sette de Barros
Roteiro: José Sette de Barros
Estória: Baseada no livro Etc. etc., um livro 100 por cento brasileiro, de Blaise Cendrars
Assistência de direção: Ribeiro, Eid; Lana, Silvio; Monteiro, Rolando
Produção: Marcus Lage
Direção de produção: Milon Lana
Produção executiva: Tarcísio Vidigal
Assistentes de Produção (RJ): Orlando Bandeira, Marco Antônio Simas e Hilton Kauffmann
Assistentes de Produção (MG): Guilherme Ricardo, Paulo Valadares, Maria Aparecida, Roberto Junqueira e Reginaldo Faraó
Direção de Fotografia: José Sette de Barros
Câmera: Lincoln Vasconcellos
Assistência de câmera: Novre, Álvaro; Cruz, Cleber
Fotografia de cena: Luciana Brandão e Ricardo Braz
Eletricista: Paulo Roberto de Souza
Maquinista: Paulo Roberto de Souza
Figurino: Luiz Otávio Brandão, Regina Martinez e Lina Continentino
Cenografia: Juliana Junqueira
Adereços: Juliana Junqueira
Maquiagem/Cabaré: Andréia Maia e Fragile
Montagem: José Tavares de Barros
Edição: José Tavares de Barros e Amauri Alves
Assistente de montagem: Diniz, Ana; Palhares, Maria Amélia; Queiroz, Aída; Lage, Marcus
Montagem de som: Paris, Dominique; Luz, Marta
Som direto: Ribas, Humberto
Mixagem: Goulart, Walter; Delariva, Marcos
Ruídos de sala: Santos, Antonio César Silva dos
Som guia: Marcos, Lício
Música (Genérico): Eça, Luiz; Silva, Robertinho; Alves, Luis
Produção musical: Quindaré, Fernanda
Companhias Produtoras: Grupo Novo de Cinema e TV | Embrafilme – Empresa Brasileira de Filmes S.A.
Companhia Distribuidora: Embrafilme – Empresa Brasileira de Filmes S.A.

Dados adicionais de música
Intérprete(s): Aleuda

Instrumentista: Verocai, Arthur (violão)

Prêmios

:: Melhor Produção e Melhor Linguagem Cinematográfica no I Rio Cine Festival
:: Melhor Cenografia no I Festival de Cinema de Fortaleza
:: Filme Convidado para o Festival de Cinema de Berlim

Bibliografia

Fontes utilizadas:
CB/FIBRA
FCaxambu/85
RIO-CINE/1
Filme Cultura, n. especial, março 1987
Jornal do Brasil, 26.01.1998, Caderno B, p. 5

Fontes consultadas:
Concine/88*

Livros:

CENDRARS, Blaise. Etc. etc., um livro 100 por cento brasileiro. : , .

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Um Filme 100% Brazileiro. Disponível no endereço: https://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/um-filme-100-brazileiro/

Observações:
RIO-CINE/1 faz um destaque: Cabaré Moderno – cenários Oficina Goeldi, de ; ; ; ; e ; figurinos de ; e ; gravação da trilha sonora do Stúdio V – RJ e adiciona como diretor de produção. Distingue a equipe de assistentes de produção: MG = ; ; ; e ; RJ = ; e . Apresenta como assistentes e , talvez de eletrecista/maquinista (seus nomes estão após essa função).
FCaxambu/85 indica que o filme teve exibição especial na festa de encerramento no 2º Festival de Caxambu, 1985, MG, a 14.12.1985.
Jornal do Brasil de 26.01.1998, Caderno B, p. 5, informa que o filme foi exibido na 1ª Mostra de Cinema de Tiradentes, MG, em 28.01.1998.
Concine/88 indica que o filme recebeu o Certificado de Produto Brasileiro 1.088, de 24.01.1988.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.