fbpx

Waly Salomão (1943-2003)

Biografia

FOTO Waly SalomaoWaly Dias Salomão, em arte conhecido como Waly Salomão, foi um poeta, ator e artista multifacetado brasileiro, nascido na cidade de Jequié no dia 03 de setembro de 1943 e falecido no Rio de Janeiro no dia 05 de maio de 2003.

Era filho de sírio com uma sertaneja, formou-se em Direito pela Universidade Federal da Bahia em 1967, mas nunca exerceu a profissão. Cursou a Escola de Teatro da mesma universidade (1963-1964) e estudou inglês na Columbia University, Nova York (1974-1975). Na década de 1960, participou do movimento tropicalista. Foi também uma figura importante da contracultura no Brasil, nos anos 1970. Atuou em diversas áreas da cultura brasileira. Seu primeiro livro foi Me segura qu’eu vou dar um troço, de 1972. Em 1997, ganhou o Prêmio Jabuti de Literatura com o livro de poesia Algaravias. Seu último livro foi Pescados Vivos, publicado em 2004, após sua morte.

Foi letrista de canções de sucesso, como Vapor Barato, em parceria com Jards Macalé. Amigo do poeta Torquato Neto, editou seu único livro, Os Últimos Dias de Paupéria, lançado postumamente. Suas canções foram interpretadas por Maria Bethânia, Caetano Veloso, Adriana Calcanhotto, Gal Costa e O Rappa, entre outros.

Nos anos 1990, Waly Salomão produziu dois discos da cantora carioca Cássia Eller: Veneno AntiMonotonia (1997) e Veneno Vivo (1998).

Trabalhou no Ministério da Cultura, como Secretário Nacional do Livro, na gestão de Gilberto Gil, no início de seu mandato. Uma de suas propostas era a inclusão de um livro na cesta básica dos brasileiros.

Em 2003, atuou como personagem principal no filme Gregório de Mattos sob a direção de Ana Carolina. O filme narra a vida do poeta Gregório de Mattos, na Bahia século XVII. Com sua obra, o poeta anuncia o perfil tenso e dividido do povo brasileiro e satiriza os poderosos da época, que passam a combatê-lo até transformar sua vida em um verdadeiro inferno.

Morreu em 03 de outubro de 2003, vítima de um tumor no intestino.

Filmografia

:: Filmografia como Ator ::

2003 :: Gregório de Mattos

:: Filmografia como Ele Mesmo ::

2013 :: Jards
2010 :: Jards Macalé – Um Morcego na Porta Principal
2008 :: Pan-Cinema Permanente

Livros Publicados

SALOMÃO, Waly. Armarinho de miudezas. Salvador: Fundação Casa de Jorge Amado, 1993.
SALOMÃO, Waly. Algaravias-Câmaras de ecos. Rio de Janeiro: Editora 34, 1996.
SALOMÃO, Waly. Pescados vivos. Rio de Janeiro: Rocco, 2004. 79 p.
SALOMÃO, Waly. O mel do melhor. Rio de Janeiro: Rocco, 2001. 122 p.

Bibliografia

Livros:

HOLLANDA, Heloísa Buarque de. Impressões de viagem: CPC, vanguarda e desbunde, 1960/1970. Rio de Janeiro: Rocco, 1992.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

2 comentários sobre “Waly Salomão (1943-2003)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.