fbpx

Watson Macedo (1919-1981)

Biografia

Diretor, produtor, roteirista, montador, cenógrafo e ator, Watson Macedo nasceu em 21 de julho de 1919 na cidade de Itaocara, no estado do Rio de Janeiro. Faleceu em 1981 no Rio de Janeiro.

Após terminar a escola em 1937, em Nova Friburgo, ele se muda para o Rio, apresentando-se nos estúdios da Brasil Vita Filme. Carmen Santos – dona dos estúdios – contava que ele viera para trabalhar como diretor. Para não desapontar o novato, Carmen permitiu que ele dormisse no estúdio, em um camarim, dando-lhe o trabalho de servente. Com o tempo, Macedo ganhou a confiança de Carmen, assumindo tarefas de estúdio como a realização de testes com candidatos a ator, assistência na montagem de filmes, até a assistência de direção em “Inconfidência Mineira”, filme iniciado por Carmen Santos em 1939, terminado em 1943 e somente exibido comercialmente em 1947; realizou a cenografia de “Argila” (1940), de Humberto Mauro. Sua primeira experiência como diretor foi na produção amadora de média-metragem “Barulho na Universidade” (1941).

É levado, pelo famoso diretor de fotografia Edgar Brasil, à Atlântida, onde foi cenógrafo e montador de “Romance de Um Mordedor” (1944), de José Carlos Burle, e montador de “Gente Honesta” (1944), de Moacyr Fenelon. Nestas funções, participou de várias produções da Atlântida. Estreou como diretor de longa-metragem em 1945 com o filme “Não Adianta Chorar”. Seu filme “Este Mundo É Um Pandeiro” (1947) é fundamental para se entender as chanchadas, um gênero de comédia, geralmente musical, urbana popular. Nele, Watson Macedo delineia com grande precisão alguns detalhes que as chanchadas assumiriam mais tarde: a paródia à cultura estrangeira, em especial ao cinema feito em Hollywood, e uma preocupação em expor as mazelas da vida política e social do país. Como ganhava pouco na Atlântida, embora fosse o maior “fazedor de dinheiro” da produtora, Macedo fundou em 1954 a Watson Macedo Produções Cinematográficas. Seu produtor associado e distribuidor passou a ser a Cinedistri, de Oswaldo Massaini, de São Paulo. Mas antes de sair da Companhia, Macedo faz mais duas obras: “Aviso aos Navegantes” (1950) e ” Aí Vem o Barão” (1951).

A filmografia de Macedo é longa, sendo um dos poucos diretores brasileiros que realizou mais de um filme por ano. Watson Macedo era um descobridor de talentos. Anselmo Duarte, que trabalhou em “Inconfidência Mineira”, foi o primeiro de uma lista que continha Jece Valadão, José Lewgoy, Alberto Ruschel, José Vasconcelos, Zezé Macedo, Yoná Magalhães e até Roberto Carlos, que fez pontas em “Alegria de Viver” e “Agüenta o Rojão”, ambos de 1958. Mas sua grande descoberta foi a sobrinha Eliana Macedo, lançada em “E o Mundo se Diverte” (1948). Macedo era um artesão de estúdio, assumindo várias funções no filme: argumento, roteiro, câmera, cenografia e direção.

Em 1949, realizou um filme “sério”, “A Sombra da Outra”, considerado um drama psicológico. Na verdade, como artesão, Watson transitava por vários gêneros. “Carnaval no Fogo” (1949) inovou ao misturar a chanchada e o thriller. O policial foi o seu segundo gênero preferido, retornando a ele em 1959 com “Maria 38” e em 1963 com “Um Morto ao Telefone”. Obviamente o sucesso popular que o diretor tinha com a comédia não se repetiu. Em 1971, Watson Macedo recebeu o Grande Prêmio INC e o Troféu Coruja de Ouro pelo conjunto de sua obra cinematográfica.

Após dois enfartes, a situação física desanimava-o de entrar em qualquer novo filme. Mesmo assim, no final da vida ainda combinava com Anselmo Duarte uma nova produção, “Alegria de Reviver”, que seria a sua volta ao mundo cinematográfico. Morreu, em 1981, de um edema pulmonar agudo.

Filmografia

:: Filmografia como Diretor ::

1966 :: Rio, Verão e Amor
1961 :: Virou Bagunça
1960 :: Samba em Brasília
1957 :: A Baronesa transviada
1957 :: Rio Fantasia
1955 :: Carnaval em Marte
1955 :: Sinfonia Carioca
1955 :: O Feijão é Nosso
1954 :: O Petrólio é Nosso
1952 :: É Fogo na roupa!
1950 :: Aviso aos Navegantes
1949 :: A Sombra da outra

:: Filmografia como Produtor ::

1961 :: Virou Bagunça
1957 :: A Baronesa transviada

:: Filmografia como Roteirista ::

1961 :: Virou Bagunça
1950 :: Aviso aos Navegantes

:: Filmografia como Montador ::

1961 :: Virou Bagunça

:: Filmografia como Cenógrafo ::

1961 :: Virou Bagunça

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Artigos Relacionados