fbpx

Zilda Cardoso (1936-2019)

Biografia

Zilda Cardoso foi uma atriz e humorista brasileira nascida na capital paulista no dia 04 de janeiro de 1936.

Estreou na televisão em 1962, substituindo a atriz Eloísa Mafalda, em um programa humorístico, chamando atenção por sua veia cômica. Assim, ganhou, neste mesmo ano, um programa próprio na TV Paulista, denominado Zilda em 23 Polegadas.

Tornou-se uma popular humorista brasileira de diversos programas já que Manoel de Nóbrega, o grande diretor de programas humorísticos da televisão brasileira da época, gostou muito de Zilda e ela começou, em 1964, a participar de um quadro em A Praça da Alegria. Lançou seu personagem mais conhecido: Catifunda, a mendiga debochada, que fumava charuto.

Além da televisão, Zilda Cardoso participou de vários filmes. Fez, em 1963, atuou ao lado de Mazzaropi em O Lamparina e em 1964, no Meu Japão Brasileiro. Em 1969, atuou com Ronald Golias no filme Golias Contra o Homem  das Bolinhas. Em 1970, fez grande sucesso no filme Se Meu Dólar Falasse.

Na televisão, além da Praça da Alegria, participa de algumas novelas como Quatro Homens Juntos (1965), na TV Record, além de: Mãos Ao Ar (1966) e Meu Adorável Mendigo (1973), na mesma emissora.

Depois de muitos anos afastada, retorna em 1990, na TV Globo, uma série de participações em programas humorísticos e até em novelas. Participou de Meu bem, Meu Mal, como Elza Gentil, e no mesmo ano do seriado Delegacia de Mulheres, como Adelaide.

Em 1995, retomou a personagem Catifunda no programa Escolinha do Professor Raimundo, com Chico Anysio, pela TV Globo. Em 2000, participou do episódio Transas de Família, do programa Você Decide, até aqui sua última aparição na telinha.

Zilda Cardoso faleceu, aos 83 anos, no dia 20 de dezembro de 2019. Foi encontrada morta em seu apartamento na cidade de São Paulo. A atriz, que fumava 3 maços de cigarro por dia, sofreu uma morte natural enquanto dormia.

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

FOLHA DE S.PAULO (26 de fevereiro de 1963). Eles foram os melhores de 62!. Disponível no endereço: http://acervo.folha.uol.com.br/fsp/1963/02/26/21//4443525. Consultado em 13 de janeiro de 2018.
HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Zilda Cardoso. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/zilda-cardoso/
MARQUES, Gilvan; PACHECO, Paulo; VICENTINI, Rodolfo. Humorista Zilda Cardoso, a Dona Catifunda, morre aos 83 anos. UOL. TV e Famosos. Disponível no endereço: https://tvefamosos.uol.com.br/noticias/redacao/2019/12/20/humorista-zilda-cardoso-a-dona-catifunda-da-escolinha-morre-aos-83-anos.htm. Acessado em: 20 de dezembro de 2019.
VEJA. Morre Zilda Cardoso, a Dona Catifunda, aos 83 anos.Disponível no endereço: https://veja.abril.com.br/entretenimento/zilda-cardoso-a-dona-catifunda-morre-aos-83-anos/. Consultado em 20 de dezembro de 2019.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.